O mini-tênis: objetivos e pedagogia.

O mini-tênis se desenvolveu no Brasil esses últimos anos através do dinâmismo da CBT com a sua capacitação, da atuação da Trans-faire Brasil (assessoria franco-brasileira especializada em Tênis), da implantação do Play & Stay e da vontade dos professores de atualizarem-se. Porém para descrever essa atividade e seus objetivos reais, muitos (professores ou pais) ficam um pouco confusos.

Se trata do tênis para os 5, 6 anos propondo brincadeiras e utilizando material pedagógico adequado.

Muitas vezes essa seria a versão mais encontrada para descrever o mini-tênis e seus objetivos. É verdade falar do mini-tênis dessa forma, porém o desafio é na hora de ensinar essa atividade com objetivos pedagógicos concretos para saber quais são as principais ferramentas de aprendizagem, a clareza desses conceitos é fundamental. Este artigo propõe justamente esclarecer essas confusões com proposta baseada sobre as publicações feitas pela Federação Francesa de Tênis a respeito deste ensino.

 

1 – Objetivos do Mini-Tênis

São quatro e cada um tem a sua importância e não deve ser deixado!

  • Fazer com que a criança descubra o tênis e tornar essa atividade atraente.
  • Levar a criança a realizar trocas de bola e disputar pontos numa quadra de 12 x 6 metros com bolas vermelhas ou de espuma.
  • Preparar a criança para a fase de iniciação que vem logo depois.
  • Desenvolver suas qualidades de coordenação e as capacidades específicas para a prática do tênis.

 

2 –  A pedagogia do mini-tênis

Aqui vêm seis dicas para acertar melhor seu atendimento pedagógico.

 

A – O momento da motricidade

A criança que começa o tênis a partir dos seus cinco anos precisa, no início, desenvolver sua motricidade básica: correr, pular, lançar, pegar. Assim que essas capacidades forem desenvolvidas de forma razoável, a duração do trabalho da motricidade durante a aula deve ser reduzida para possibilitar mais tempo para a prática real do tênis: jogos com arremesso e devolução, jogos em colaboração ou em oposição.

 

B – O momento dos jogos esportivos

Os jogos de coordenação e os jogos esportivos contribuem para o desenvolvimento motor da criança, mas devem ser apenas um complemento do conteúdo tênis e devem demorar pouco tempo durante a aula.

 

C –  A organização por estação

O formato dessa estrutura por estação é o principio de organização da aula de mini-tênis: as estações de tênis se tornam mais frequentes a medida dos avanços da criança (ler no próximo artigo o “Exemplo de uma aula de mini-tênis”).

D – Situações didáticas e material pedagógico.

As situações didáticas e o material pedagógico possibilitam adaptar o jogo de tênis e as trocas para o nível de coordenação da criança. “Jogar com a mão com uma bola grande”, “Jogar com a raquete sem rede” são situações que levam aos poucos a criança para o espírito do tênis.

 

E – As dicas do professor.

As dicas do professor (dicas com imagem, demonstração global, professor que acompanha segurando o braço durante o golpe da criança) fazem parte da pedagogia da situação*; elas se tornam indispensáveis  quando a criança pede ajuda. Cada criança reage de forma diferente e assim as dicas deverão ser visuais e auditivas  para fazer  aluno evoluir e progredir.

 

F – Observação e decisão.

O professor deve ficar atento à evolução da criança. Essa observação pode levar o professor a alterar os parâmetros do jogo ou a modificar o grupo durante o ano, até organizar subgrupos. O objetivo principal é de manter o nível da motivação da criança ao dinamizar sua progressão.

 

3 – Conclusão

 

Aqui vêm as configurações do ensino do mini-tênis da forma que ele é proposto na França. Não se trata de uma grande revolução a ler esses objetivos e parâmetros da pedagogia, mas tudo se torna muito mais desafiador na hora de aplicar e configurar sua aula aplicando essas dicas.

Para complementar essa série de artigo sobre o mini-tênis, nos dias que vêm, eu publicarei um conteúdo sobre “exemplo de aula de mini-tênis”.

Você é bem vindo para aprimorar as orientações deste artigo, senão experimente essas dicas na quadra e dê sua opinião!

 

Até em breve !

Deixe o seu comentário abaixo !