Habilidades fundamentais no tênis escolar

Compreender como o jogo de tênis é operacionalizado é a tarefa essencial para conduzir a unidade de ensino e despertar o interesse dos alunos para a lógica do jogo.

O jogo de tênis possui princípios inerentes as suas regras de ação que devem ser respeitados ao sugerir atividades que estejam conectadas com o intuito do descobrimento do jogo, assim como é exigido o conhecimento e coerência por parte do professor que vai conduzir as intervenções de ensino no tênis escolar.

1 – Princípios Operacionais do Jogo de tênis

Os princípios operacionais são as características essenciais do jogo especifico como de fato é jogado? Como as regras e as condições espaciais influenciam o jogar?

Desta maneira podemos organizar o jogo de tênis nestes princípios:

  1. Um jogo de oposição (o objetivo é superar o adversário)
  2. De característica não invasiva (jogadores limitados pela rede)
  3. Limitado Geometricamente (joga-se dentro de um retângulo), por conta disso é necessário controlar primordialmente a bola no espaço.

Aliado a estes princípios podemos considerar ainda a pressão do tempo para exercer as jogadas uma vez que a regra do jogo diz que é permissível apenas 1 quique no próprio espaço de jogo para efetuar sua ação de jogo (rebatida) com a exceção do saque.

Habilidade no tênis escolar

Habilidade no tênis escolar

Recepção x Projeção

O aspecto prioritário em toda a iniciação do tênis é o desenvolvimento das capacidades de leitura da bola e o posicionamento eficaz (Habilidades de recepção) para que se possa desferir o golpe (projeção).

A habilidade de interpretação (Percepção) dos voos da bola, junto ao dinamismo (movimentação) associado às características da bola recebida são as premissas para uma rebatida satisfatória (projeção).

Por conta dessa hierarquia de complexidade a divisão didática dos sub-conteúdos da aula se faz necessário para que os alunos possam progressivamente atuar no jogo.

Habilidade no tênis escolar -olho.mão

Habilidade no tênis escolar -olho.mão

2 – As habilidades fundamentais: olho, Pé e Mão

Essa divisão didática ajuda o professor a estipular as prioridades do ensino na iniciação do tênis escolar, os 3 componentes (olho, pé e mão) são inseparáveis nas ações do jogo, no entanto predominam a sua importância frente a outra no ensino para otimizar a aprendizagem no tênis escolar.

Olho-> Relacionado a habilidade de perceber as alturas (alta, média, baixa), trajetórias (curta, média, profunda) e direções da bola (direita,esquerda,centro)

-> Habilidade de se posicionar de maneira eficiente para poder efetuar o golpe (dinamismo, equilíbrio, recuperação do espaço).

Mão-> é o conjunto de habilidades com a raquete na iniciação não é estereotipar a técnica do alto rendimento, mas proporcionar condições para um controle melhor do golpe que assim vai favorecer o sucesso no jogo.

3- Situações para desenvolver as habilidades fundamentais no tênis escolar. 

  • Olho-> Objetivo: Acompanhar o quique da bola e receber

Atividade: Alunos jogam sem as raquetes (jogo mão-mão) onde só podem enviar a bola após 2 quiques na sua própria quadra.

  • Pé->Objetivo: Dinamismo para cobrir o espaço de jogo (progressão do jogo, aumento da pressão de tempo)

Atividade: Mesmo que o jogo anterior, porém os jogadores só podem deixar a bola quicar 1 vez na quadra.

  • Mão-> Objetivo: Estimular um golpe controlado e fornecer a coordenação inicial para a rebatida

Atividade: Como se fosse um campeonato de embaixadinha no futebol, estimular o controle raquete/bola com recordes de rebatida para cima, baixo, trocando de mãos, sem quicar, estático, em desequilíbrio.

 

Deixe o seu comentário abaixo !